Caminhos de Ferro de Portugal

Relação das empresas low cost e AV

Conceito das low cost (Rodrigues, 2006, p.2)

Efeito das low cost em Portugal (Rodrigues, 2006, p. 5)

Low cost na Portela (Rodrigues, 2006, p. 6)

Em 2006 as low cost representam 12% do tráfego total em Lisboa, e podem atingir os 20% em 2008; (Bastos, 2007)

Em 2006 as low cost trasnportam mais 600 mil passageiros que em 2005 e são uma das grandes responsáveis pela elavada taxa de ocupação dos hoteis em Lisboa (Bastos, 2007)

Um segundo aeroporto perto de Lisboa, em Montijo por exemplo, só para low cost poderá potenciar o turismo da região (Bastos, 2007)

Voos regulares entre Portugal e Espanha desaparecerão, cerca de três quartos dos passageiros utilizarão novas linhas de alta velocidade e os restantes as empresas low cost (Rodrigues, 2006, p. 8 )

Nova realidade das empresas low cost e AV tornará Ota um investimento cada vez menos interessante (Rodrigues, 2006, p. 8 )

Espanha em 2010 já terá grande parte da sua rede de AV concluída e ligada ao resto da Europa (Bastos, 2007)

Operadores da rede ferroviária serão forçados a vender uma certa percentagem de bilhetes de TGV a baixo custo, por forma a manter este transporte competitivo com o transporte aéreo (Silva, 2007) 

Valor referência do preço de bilhetes para um determinado trajecto assente nas conclusões dos inquéritos de tréfego e das elastecidades da procura (Silva, 2007)

Margens de procura podem ser adicionadas, através de preços económicos fora de horas, trajectos e de tipo de serviços em que existe maior procura (Silva, 2007)

Governo aguarda a publicação, prevista para 2010, da directiva comunitária sobre a liberalização do transporte ferroviário de passageiros, para acertar os pormenores do modelo de negócio da AV (Silva, 2007)

No trajecto Lisboa-Madrid, preço de referência (em AV) é de 100€, embora a obrigação de ter bilhetes de baixo custo deverá baixar o preço do bilhete de forma a que seja mais competitivo com as low cost no mesmo percurso (Silva, 2007)

Referências

BASTOS, Sérgio. “Lisboa precisa urgentemente de um aeroporto low cost” – Rui Rodrigues. [em linha]. [Consult. a 16 de Novembro de 2007]. Disponível em: http://www.lowcostportugal.net/aeroportos/lisboa-precisa-urgentemente-de-um-aeroporto-para-as-low-cost/2007/04/

RODRIGUES, Rui. Voos de baixo custo e Alta Velocidade. [em linha]. [Consult. a 16 de Novembro de 2007]. Disponível em: http://www.maquinistas.org/pdfs_ruirodrigues/lowcostportela.pdf

SILVA, Nuno M. . TGV vai ter de vender bilhetes “low cost”. [em linha]. Diário Económico, Lisboa, 2007 [Consult. a 16 de Novembro de 2007]. Disponível em: http://diarioeconomico.sapo.pt/edicion/diarioeconomico/edicion_impresa/empresas/pt/desarrollo/1009841.html

1 Comentário »

  1. Tema muito importante.

    Assuntos não relacionados com o tema.

    Desenquadrada dos trabalhos já feitos.

    Informação disponível mal trabalhada.

    Corrigir pequenas «gralhas».

    Referências incorrectas.

    Ligação de referência errada.

    Falta data e autor.

    2 pontos

    Comentar por Virgílio A. P. Machado — Novembro 29, 2007 @ 1:45 am


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: